Siga-me por Email

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

HISTÓRIA DA AMÉRICA LATINA INDEPENDENTE - Introdução




Delimitação geográfica da "América Latina"

"Parte-se do pressuposto de que a América Latina abrange as regiões da América continental ao sul dos Estados Unidos que falam predominantemente o espanhol e o português - México, América Central e América do Sul - juntamente com as ilhas do mar dos Caraíbas de língua espanhola e, por convenção, o Haiti. Foram excluídos em sua maioria os vastos territórios da América do Norte que, durante a primeira metade do século XIX a Espanha, e mais tarde o México perderam para os Estados Unidos por obra de tratados e de guerras. Tampouco foram incluídas as ilhas britânicas, francesas e holandesas do mar dos Caraíbas, ou as Guianas, ainda que a Jamaica e Trinidad, por exemplo, tenham antecedentes hispânicos em suas origens."

A América Latina no século XIX - delimitação cronológica.

Em toda a América Latina (com exceção de Cuba e Porto Rico), assiste-se, no início do século XIX, ao colapso do domínio colonial. Durante o meio século que decorre entre 1820 e 1870-80 as repúblicas hispano-americanas independentes e o Império do Brasil desenvolvem (e/ou recriam) as suas instituições políticas, econômicas e sociais.
O período pós-1870-1880 faz parte da História da América Latina Contemporânea, e contempla a chamada "Idade do Ouro" do crescimento econômico da maior parte da América Latina. Este crescimento econômico baseou-se fundamentalmente na exportação, quando a região se incorporou de forma mais completa à economia internacional em expansão e experimentou um período de prosperidade material (pelo menos para as classes dominantes), de substantivas mudanças sociais (urbanas e rurais), de estabilização política (com exceções notáveis, como a da Revolução Mexicana), de consenso ideológico (pelo menos até a década de 1920) e de significativas realizações na vida intelectual e cultural.
BETHELL, Leslie (org.) História da América Latina. vol. III. Da Independência até 1870. São Paulo: EDUSP, 2001.
O Brasil no contexto latino-americano

"Uma questão interessante a ser assinalada é obviamente a inclusão do Brasil nesse contexto "latino"-americano. Isso remete à discussão da própria validade do recorte em tela, e a esta sobrepõe o tema da inclusão do Brasil; país que, embora nos países de língua espanhola seja visto amiúde como parte do subcontinente, resiste com frequência similar a se ver incluído na América Latina. Mais uma vez vale dizer que, a despeito da diferença de idioma (afinal não tão grande assim), as condições históricas e sociais atuais autorizam não apenas aquele recorte mais amplo como também a inclusão nele do Brasil, cujos processos econômicos, políticos, culturais, de sociabilidade compartilham direções e padrões com os outros países desta parte da América [...]."
DOMINGUES, José Mauricio & MANEIRO, Maria. "Introdução". In: América Latina Hoje: Conceitos e Interpretações. Rio de Janeiro: Record, 2006.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo, seu comentário é muito importante para nós. Entretanto, comentários ofensivos, inúteis ou simplesmente idiotas serão ignorados.